Curso de ruído em perícias de insalubridade

O consagrado professor e empreendedor Samir Gerges, considerado por alguns o papa da acústica no Brasil, vem a oferecer o curso intitulado: Ruído em perícias de insalubridade.

É um curso presencial ministrado nos dias 21 e 22 de Julho de 2017 com duração de 12 horas-aula. O curso será também ministrado pelo MEng. Rafael Gerges, mestre em acústica e vibrações. Ocorrerá na cidade de Florianópolis, SC, em parceria com a ACEST e é uma ação do LAEPI (Laboratório de Equipamentos de Proteção Individual), que é acreditado pela CGCRE do INMETRO para realizar ensaios em protetores auditivos. O professor Samir é PhD em acústica e tem mais de 30 anos de experiência em diversos projetos para a indústria, comércio, construção civil, bares, restaurantes, call centers, e outros.

Esse tema, perícias de insalubridade é muito crítico na indústria onde os trabalhadores podem estar expostos a ruídos por tempo elevado. Existem métodos de avaliar o tempo de exposição ao ruído no ambiente de trabalho que incluem o uso de equipamentos chamados dosímetros. Os dosímetros medem a energia sonora por períodos de tempo que compreendem toda a jornada de trabalho de um operário, mesmo nos períodos de descanso, ou troca de atividade. De acordo com a sua exposição ao ruído, devem ser providenciados adicionais de insalubridade e equipamentos de proteção individual, no caso acústico os protetores auditivos. As perícias de insalubridade relacionadas à acústica são realizadas por engenheiros de segurança do trabalho e engenheiros mecânicos ou acústicos habilitados a tal.

Atualmente a legislação que trata do assunto é a NR15 que é uma norma regulamentadora que dispõe sobre ATIVIDADES E OPERAÇÕES INSALUBRES.  Nela encontra-se por exemplo o anexo 1 que trata do tempo de exposição ao ruído, extraída e colocada aqui abaixo.

LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDO CONTÍNUO OU INTERMITENTE

NÍVEL DE RUÍDO

DB (A)

MÁXIMA EXPOSIÇÃO DIÁRIA
PERMISSÍVEL
85 8 horas
86 7 horas
87 6 horas
88 5 horas
89 4 horas e 30 minutos
90 4 horas
91 3 horas e 30 minutos
92 3 horas
93 2 horas e 40 minutos
94 2 horas e 15 minutos
95 2 horas
96 1 hora e 45 minutos
98 1 hora e 15 minutos
100 1 hora
102 45 minutos
104 35 minutos
105 30 minutos
106 25 minutos
108 20 minutos
110 15 minutos
112 10 minutos
114 8 minutos
115 7 minutos

Veja que cada nível de pressão sonora equivale a um tempo máximo de exposição àquele ruído. A cada 5dBA a mais de ruído, o trabalhador tem um tempo máximo de permanência reduzido pela metade. O que quer dizer que se tivermos um ruído médio de 115 dBA na indústria, o tempo máximo permitido do trabalhador sem uso de qualquer proteção individual é de somente 7 minutos. Após esse tempo de exposição, o trabalhador está sujeito a perda auditiva permanente! O que significa que a insalubridade é muito séria e pode transformar a vida de uma pessoa para sempre.

Inscrições e mais informações podem ser obtidas através do e-mail contato@acest.org.br

Visite o site do LAEPI para mais informações sobre o laboratório em www.laepi.com.br

Gostou do assunto? Que tal saber mais sobre Ruído na Indústria através do nosso Guia do Controle de Ruído Industrial, que é um e-book gratuito elaborado pelo Eng. Marco Aurélio de Paula e Pablo Serrano para o Portal Acústica.

Guia do Controle de Ruído Industrial

Trisoft recebe o certificado de qualificação PBQP-H

O setor da construção civil exige diversas qualificações das empresas para que seja possível oferecer produtos atestados, em termos de qualidade, para programas de construção do governo federal. O PBQP-H, Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat, é um instrumento do Governo Federal para cumprimento dos compromissos firmados pelo Brasil quando da assinatura da Carta de Istambul (Conferência do Habitat II/1996). A sua meta é organizar o setor da construção civil em torno de duas questões principais: a melhoria da qualidade do habitat e a modernização produtiva. O objetivo deste programa é modernizar o setor da construção civil e incentivar a inovação tecnológica dos fornecedores para que sejam oferecidas soluções mais sustentáveis e de alto impacto na sociedade.

A empresa Trisoft, investiu pesado na qualificação de seus produtos, e recebeu o certificado PBQP junto ao PSQ Drywall ao se adequar aos requisitos da NTE-001 que dispõe sobre o uso de Lãs de PET (Poliester) para tratamento acústico de sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall. Em resumo, são avaliadas diversas propriedades do material ofertado ao mercado como reação ao fogo, que é um dos itens mais importantes, haja visto o último incidente do prédio em Londres. As lãs de PET podem ser utilizadas em sistemas contendo uma ou mais chapas de gesso acartonado pressas a um montante metálico, onde a lã é colocada nos vãos dos montantes. Esse é também conhecido como sistema massa-mola-massa, que auxilia acusticamente ao melhorar o seu desempenho para uma mesma espessura de parede. Essa qualificação obtida pela Trisoft é renovada a cada três meses e neste período os produtos da empresa passam por constante verificação do órgão certificador. Isso representa uma vantagem competitiva da empresa e um diferencial a ser observado pelo cliente final.

As empresas do setor estão em constante atualização e esse é um exemplo de que temos empresários comprometidos com a qualidade, segurança e inovação em termos de sustentabilidade. Os nossos cumprimentos do Portal Acústica à Trisoft.

Confira abaixo o video sobre os produtos da Trisoft apresentados no Encontro SOBRAC 2017

Acompanhe os nossos materiais sobre acústica e fique por dentro do que é necessário em termos normativos. Recomendamos o nosso e-book que é um guia prático de acústica para edificações residenciais, e pode ser baixado gratuitamente clicando aqui.

Abraços e deixe seus comentários abaixo.

Nos falamos do outro lado do Portal!

 

Fontes:

http://pbqp-h.cidades.gov.br/pbqp_apresentacao.php

www.trisoft.com.br

Audium lança segunda temporada de cursos em acústica

Bom dia Brasil! Segunda-feira começou e você sempre naquela esperança de começar algo novo, seja uma dieta, um curso, ou um relacionamento. Hoje tenho uma novidade relacionada a cursos em acústica. Espero que gostes!

Não é a toa que a Audium lançou a segunda temporada de seus cursos presenciais. A estratégia de abordar assuntos específicos em minicursos de curta duração foi muito acertada. Tanto é verdade que diversas empresas estão apoiando essa iniciativa chamada Audium Propaga. Nós do Portal Acústica, como amantes do assunto, não poderíamos ficar de fora dessa.

Os cursos são divididos nas seguintes turmas e módulos:

  • Acústica Básica – Módulo 1
  • Acústica Básica – Módulo 2
  • Isolamento acústico de casas de máquinas
  • Acústica de auditórios e teatros
  • Acústica urbana
  • Acústica de casas de show, boites e cerimoniais
  • Acústica de estúdios musicais
  • Projetos de sistema de áudio em templos religiosos
  • Acústica de hospitais clínicas e consultórios
  • Acústica sustentável
  • Iluminação de auditórios e salas de aula
  • Áudio para arquitetos
  • Isolamento acústico de esquadrias
  • Áudio básico – Módulo 1
  • Áudio básico – Módulo 2

As turmas são reduzidas a até 9 alunos dando total possibilidade de interação com o professor. Os cursos são de 4 horas de duração e permite tirar as principais dúvidas além de favorecer o networking com profissionais da área. O investimento no seu futuro custa R$250 reais e é entregue um certificado ao fim de cada minicurso. Eles são realizados presencialmente na sede da Audium na Rua Alagoinhas, 84 – Rio Vermelho em Salvador – BA.

Mais informações sobre os cursos no Whatsapp +55 71 8118-9365 e no site http://www.audium.com.br/agenda/

Mas não se preocupe se você está muito longe e não tem como ir. Se inscreva na nossa lista de espera que estamos tentando viabilizar cursos de acústica à distância para você em um formato que seja acessível para mais pessoas. Os temas serão formatados de acordo com o seu interesse. Se inscreva aqui!