Software de modelagem acústica gratuito!

Passando pelos corredores da feira de negócios, dentro do Congresso Internacional de Acústica e Vibrações (ICSV24) em Londres, me deparei com um stand de uma empresa de softwares para acústica que me chamou a atenção. Eu já tinha ouvido falar da ferramenta deles, o iNoise, que prometia ser gratuita para consultores e engenheiros em início de carreira. Então decidi conversar e tirar as minhas dúvidas. Para a minha surpresa, eles me deram uma licença que permite colocar a minha própria marca nos mapas gerados em uma interface que eu já estou acostumado, visto que são os mesmos desenvolvedores do Predictor Lima.

Vamos ouvir um pouco sobre o iNoise, um software que no Brasil é oferecido pela 3R Brasil, uma empresa do Rio de Janeiro que oferece tecnologia de ponta em termos de monitoramento de ruído, modelagem e controle de ruído ocupacional. Podes habilitar as legendas em Português caso necessário.

Como dito no video, o iNoise é oferecido em 3 tipos distintos de licenças, sendo uma gratuita, outra profissional e a terceira para empresas. Cada modalidade de licença tem suas limitações em termos da quantidade de prédios e fontes sonoras que podem ser modeladas. A aquisição pode ser realizada no site do fornecedor fazendo o download do iNoise, que é rapidamente instalado. A configuração é simples e não requer suporte. Entretanto, se você ainda não tem familiaridade com esse tipo de ferramenta, talvez seja interessante realizar um curso que abranja as normativas utilizadas.

As normas ISO 9613 de controle de qualidade em termos do método de cálculo de atenuação sonora em ambientes externos, e a norma ISO 1996 que descreve os procedimentos de medição e avaliação de ruído ambiental são atendidas no iNoise. Em termos de ruído rodoviário, podemos citar a norma ISO 9613-2 e a RLS90 que estabelecem a categoria dos veículos em termos do modelo de cálculo de potência sonora em fontes lineares e equivalentes utilizado. Entretanto, se outras fontes de ruído precisarem ser modeladas, como por exemplo fazendas eólicas e fontes portuárias ou industriais, o software também permite a inclusão nos modelos. Lembrando que modelos são representações ideais de fenômenos físicos ou de equipamentos, de forma que eles contemplam uma faixa de incerteza devido às condições climáticas, épocas do ano, temperatura, ventos e outras variáveis que influenciam o comportamento do som. Assim como o furação IRMA que está varrendo as Bahamas, Cuba e Flórida, veja há certa diferença entre os modelos preditivos durante uma semana de análise. Quanto maior o problema, mais imprecisão o modelo terá. A Teoria do Caos por vezes é utilizada para gerar previsões de grande porte, mas para problemas acústicos na Europa, já existem muitas medições que permitem ter modelos mais fiéis com cerca de 4 dB de variabilidade.

Para se ter uma ideia em quanto é importante prever o ruído, veja o caso do festival Na Praia que teve uma multa emitida pelo IBRAM de R$15.000,00 por perturbação do sossego. A empresa 3R Brasil foi contatada para resolver o problema e atuou de forma ativa no controle do ruído do festival. O controlador de ruído para eventos altamente intermitentes e esporádicos se mostrou como uma ótima solução. Entretanto, para ambientes industriais o ruído pode ser fator determinante na implantação de um parque industrial, um estaleiro, ou outra atividade que também tenha grande impacto ambiental.

Na minha visão, os modelos acústicos usados no Brasil ainda confiam muito nos trabalhos realizados no exterior (Europa e EUA), sendo que nossos carros, nossos aviões, nossos caminhões e nossas indústrias são diferentes das dos europeus ou norte americanos. Precisamos de mais medições, mais estudos, mais pesquisa, mais modelos e mais softwares com a nossa assinatura tupiniquim. Só assim teremos mais possibilidade de gerar valor aos nossos clientes, ao ser mais precisos em nossos modelos. Mas por agora, podemos começar com o que nos aparece na frente, sem custo, e que permite ao menos começarmos a trabalhar sem incorrer em pesados investimentos, especialmente para quem está começando.

Se você tem interesse em saber mais sobre Ruído Industrial e como se tornar um profissional em modelagem de ruído, inscreva-se agora no curso que estamos promovendo ao clicar aqui!

Ferramenta para Projeto de Isolamento Acústico

Buscando novas ferramentas para projetos de isolamento acústico, Pablo Serrano participou do ISCV 24th “International Congress on Sound and Vibration” na cidade de Londres. O evento aconteceu entre os dias 23 e 27 e recebeu cientistas, engenheiros e desenvolvedores do mundo todo. Pablo não perdeu tempo e aproveitou para gravar uma série de entrevistas . Toda semana teremos novos videos e entrevistas.  Fique ligado  no Canal Portal Acústica aproveite pra saber o que está acontecendo  no mundo da engenharia acústica.

Uma grande ferramenta que encontramos por lá foi o SONArchitect desenvolvido pela Sound Of Numbers. Um software fundamental para quem faz projetos de isolamento acústico e pretende ganhar tempo com a avaliação de seus empreendimentos. Com o SONarchitect você pode calcular todos os valores de isolamento acústico. Calculando em bandas de um terço de oitava em todo o edifício de acordo com  a Norma Européia EN 12354. Os resultados são detalhados para cada recinto, partição, flanco e caminho de transmissão, e podem ser explorados de forma interativa.

Confira como foi o bate papo com o espanhol Castor Rodrigues um dos desenvolvedores dessa grande ferramenta.

 

Separamos alguns detalhes bastante interessantes sobre essa incrível ferramenta. No final desse post você pode acessar gratuitamente um e-book com mais detalhes sobre esse e outros softwares.

9LH0Fx

Aurilização 3D
Obtenha uma experiência subjetiva do desempenho acústico do seu prédio com o mecanismo de aurilização, acessado diretamente os arquivos de resultados. Use faixas de audio simuladas em qualquer sala do seu modelo e ouça cada recinto separadamente.
Você só precisa de um bom par de fones de ouvido. Dê uma volta dentro do ambiente 3D e sinta as diferenças graças ao processamento de áudio binaural.

K2ko4UGerador de relatório
Imprima os resultados desejados e da forma que desejar. O SONarchitect fornece um gerador de relatórios flexível. Adicione o logotipo da sua empresa, selecione uma imagem de capa com o modelo 3D de seu prédio. São apenas alguns dos relatórios que o software pode gerar.

Mapa de Ruído ao Ar Livre

Mapa de Ruído ao Ar Livre

O SONarchitect ISO calcula os mapas de emissão de ruído de qualquer sala barulhenta em seu prédio. Especifique um espectro de ruído interno personalizado e obtenha o resultado nos quartos adjacentes e na fachada.

Achou interessante esse post e quer saber mais sobre o assunto? Baixe nosso e-book e descubra mais detalhes sobre esta e outras ferramentas para projetos de isolamento acústico disponíveis no mercado.
Guia de Softwares para Acútica

As 9 melhores empresas de produtos acústicos do Brasil – Construção Civil

O Medo e o poder da indicação

A primeira coisa que diversas pessoas pensam quando vão fazer uma grande mudança em suas vidas é: será que vai dar certo? E é natural sentir esse medo ao tomar uma decisão. As escolhas podem ser as mais diversas, mas o valor percebido com a mudança é especialmente impactante na aquisição de produtos acústicos ou serviço de consultoria acústica. Precisamos nos ver naquela situação futura para sentir confiança na pessoa que nos vende e realmente realizar a compra. A confiança é difícil de se adquirir, e nos dias de hoje com excesso de informação, o que procuramos são indicações de pessoas e fontes confiáveis. Aposto que você checa os reviews do produto ao comprar na Amazon, ou em qualquer outro e-commerce, certo? Além disso, você pergunta para seus amigos, familiares ou colegas de profissão antes de adquirir algum bem ou contratar um serviço especializado. Todos pesquisamos em diversos canais com o objetivo de pegar o máximo de informação antes de ir à loja ou entrar em contato com o comercial. Quando falamos em produtos acústicos, acreditamos que os clientes façam o mesmo, seja para compra direta ou ainda para especificação ao cliente final. As opções são muitas e no começo testamos muitas delas até achar às que nos trazem maior benefício.

Experiências pessoais

Com base na experiência pessoal, tanto de especificação e uso, é que resolvi redigir esse pequeno artigo. Não para privilegiar alguns em despeito a outros, mas para informar aos potenciais clientes, demais consultores e arquitetos sobre algumas experiências que me trouxeram bons resultados. Sendo que o meu critério foi trazer empresas que estão presentes em feiras, eventos, nos nossos escritórios e com forte atuação junto aos especificadores. Então dividi o artigo nas principais partes de uma construção civil, ou seja (piso, paredes, teto). Não vou colocar logotipos das empresas para evitar questões legais de uso das marcas e não vou falar de empresas das quais não provei qualquer produto ou serviço. Sendo assim, não limite a sua pesquisa de mercado a essa lista, mas por favor deixe um comentário caso descubra novas empresas e produtos acústicos que são referência para você e que te proporcionaram uma experiência que valham a pena ser compartilha.

Empresas com soluções acústicas para piso

Todo projeto acústico e de construção civil começa pelo piso. Esse elemento é muito importante, especialmente no que tange a transmissão das vibrações. Essas vibrações podem vir de grandes veículos nas ruas, ou do salto alto de uma pessoa caminhando no andar de cima. Veja que por vezes o objetivo é evitar que a vibração entre, ou que ela saia. Vejamos algumas empresas que trabalham com isso:

Aubicon – www.aubicon.com.br
Essa empresa apresenta soluções em mantas acústicas a partir de materiais resilientes e reciclados, auxiliando no reuso de rejeitos e contribuindo para melhoria acústica. As soluções em pisos emborrachados são aplicáveis a academia de ginástica, playground, estúdio de pilates, crossfit, peso livre e quadras esportivas. Em contrapiso flutuante as soluções são aplicáveis em apartamento, estúdio de gravação, estúdio de rádio/tv, sala de geradores, sala de equipamentos de ar condicionado. Mas existem outras mantas diversas que são aplicadas para minimizar o ruído em tubulações, sob revestimentos, ou aparentes não se limitando a escritórios e hospitais. Eu particularmente já especifiquei alguns produtos acústicos deles para academias e estúdios. Atendimento técnico e que auxiliou a tomar decisões mais acertadas junto aos meus clientes.

Vibrasom – www.vibrasom.ind.br
Essa empresa atua em uma linha extensa de produtos acústicos e com um e-commerce, mas especificamente em relação ao piso eles oferecem um produto interessante, os são berços acústicos. Eles evitam o contato direto do piso de compensado com a laje, através de caibros apoiados neste berço resiliente, reduzindo a transmissão estrutural da vibração. Já comprei e especifiquei diversos produtos acústicos deles, inclusive capturas de graves, portas acústicas e revestimentos de absorção que podem ser de diversas cores e categorias de absorção sonora. Enfim, praticidade na compra e atendimento adequado, com prazo e qualidade esperados.

Acital – www.acital.com.br
Essa empresa de SC vem se especializando em pisos acústicos, apesar de oferecer diversas outras soluções mais voltadas para o mercado industrial, como cabines e atenuadores. Eles recentemente fizeram uma parceria com a Getzner que é especializada em isolamento de vibração de trens, construção e equipamentos industriais. Eu particularmente instalei as mantas de poliéster e de polietileno expandido, que na minha visão são boas opções para apartamentos que não possuam requisitos especiais como estúdios. Mas para atender essas demandas mais específicas, eles oferecem os produtos acústicos da Getzner como mantas com diferentes densidades e aplicações como em piscinas. Sempre fui atendido em minhas demandas, o que me de satisfeito.

Empresas com soluções acústica para paredes

Isover Saint-Gobain – www.isover.com.br
Essa empresa atua com diversas soluções, desde piso, paredes e forros, mas vou comentar somente sobre as soluções de parede. A linha em lã mineral de vidro que pode ser colocada em sistemas de drywall, light steel frame e alvenaria, sendo um dos produtos acústicos mais conhecidos. Entretanto, eles atuam com revestimentos em véu de vidro e lã de vidro aglomerada. Esses revestimentos são aplicáveis em auditórios, estúdios, residências e outros ambientes, sendo seguros com relação à propagação de chamas, o que é um requisito muito importante. Já tive a experiência de especificar e trabalhar com as lãs e com os revestimentos. Profissionais e prestativos, os atendentes e especialistas sempre auxiliam nas escolhas.

Ambi Brasil – www.ambibrasil.com.br
Essa empresa produz revestimentos em MDF, revestimentos porosos e divisórias acústicas em vidro para empreendimentos de alto padrão. As possibilidades de fabricação são diversas o que confere alto poder de personalização do projeto arquitetônico e acústico com essas soluções. Os produtos acústicos são geralmente aplicadas mas não se limitam a igrejas, auditórios, salas de conferência, teatros, museus, escritórios. Tive a experiência de ter treinamentos, especificar, comercializar, instalar e conhecer toda a equipe deles. Atendimento excepcional!

Atenua Som – www.atenuasom.com.br
Essa empresa oferece soluções em aberturas, sejam janelas ou portas, para garantir o sossego de clientes residências, em sua maioria. As inovações em vidros insulados e tipos de abertura e vedação são marca registrada desta empresa preocupada com tecnologia e em estar. Apesar de produtos acústicos, a atenua som conta com um laboratório próprio e oferece serviços além de cursos para empresários e comunidade. Tive contato com a Universidade do Som e realizei a especificação dos produtos deles, que me chamaram muitotenção pela tecnologia.

Empresas com soluções acústicas para forros

OWA Sonex – www.owa.com.br
Essa empresa atua basicamente com forros minerais e placas acústicas para revestimento, além de forros e revestimentos em MDF e perfis metálicos. As famosas placas Sonex hoje em dia estão utilizando uma formulação especial incombustível que garantem a segurança em condições extremas de fogo. Elas se apresentam em forma de revestimento e em nuvens ou baffles. A linha de forros minerais tem ampla gama de absorção sonora e texturas. Tive a oportunidade de especificar e instalar diversas placas e revestimentos distintos para clientes como estúdios de TV/rádio, cinemas e home theaters. Mas as aplicações podem se expandir a supermercados, casas de shows, aeroportos e outros. Sempre tive ótimo atendimento por parte dos vendedores e da parte técnica.

Armstrong Ceilings – www.armstrong-brasil.com.br
Essa empresa trabalha com pisos e forros. Em especial forros minerais, forros e marquises. As soluções em forros metálicos e nuvens acústicas se destacam pelo extenso catálogo internacional e com diversas possibilidades. Essa é uma empresa presente em diversos países e que apresenta um portfólio extenso com possibilidades de aplicação de produtos acústicos conforme a especificação técnica. Tive a visita de representantes e ótimo atendimento para esclarecer dúvidas e selecionar soluções elegantes em termos arquitetônicos junto aos meus parceiros arquitetos.

Trisoft – www.trisoft.com.br
Essa empresa atua com uma ampla linha de produtos acústicos e têxteis. Para a construção civil as soluções são se limitam a forros, tendo as lãs de poliéster aplicadas em sistemas de drywall, forros modulares, em pisos de edifícios e coberturas. Gostaria de comentar sobre a possibilidade de se personalizar uma estampa em um painel de lã de poliéster (feito de garrafas PET) e poder utilizar como painel na parede ou como nuvem acústica. Em geral essa solução pode ser usada em restaurantes, cafés, shopping centers, entre outros locais. Lembrando que esse mesmo material pode ser um bom isolante termo acústico em formato de manta para coberturas industriais ou até comerciais ou residenciais. Tive boa experiência nas negociações e especificação dos produtos acústicos.

Conclusão

Existem diversas empresas que oferecem soluções acústicas no Brasil. Muitas delas oferecem serviços, mas trouxe aqui fornecedores de produtos para a construção civil, visando limitar a análise e trazer algumas experiências pessoais. Outra boa fonte de informação é a ProAcústica, que é a maior associação de empresas do ramo no Brasil. Se você for produtor de materiais acústicos, entre em contato e seja parceiro do Portal Acústica. Afinal as pessoas querem informações e boas indicações para fazer a escolha certa para os seus negócios, correto? Bom, deixe seu comentário e baixe nosso e-book que é um guia prático sobre acústica em edificações habitacionais.

Abraço e nos vemos do outro lado do Portal!

ACÚSTICA SUSTENTÁVEL – MITO OU REALIDADE?

A sustentabilidade ecológica é um dos desafios globais mais importantes que se colocam perante nós num futuro próximo. O ritmo galopante do desenvolvimento humano ameaça perigosamente a sustentabilidade do nosso planeta. Tendo em conta que é o único que temos, urge tomarmos providências o quanto antes para que não seja tarde demais. E essa mudança de paradigma começa em nossa casa, nos mais pequenos gestos que tomamos, num efeito-borboleta que parte do particular para o geral. Afinal, quando podemos dizer que um material é sustentável?

Além disso, a adoção de comportamentos e atitudes mais verdes tem que ser assumida em todas as áreas da nossa vida. E isso inclui a construção civil, em todas as suas vertentes. Incluindo a acústica de salas. E é aqui que nós entramos. Primeiro que tudo, há que se entender o que são matérias-prima ecológicas. Estas são produtos que podem ter origem artesanal ou industrial, que sejam não poluentes, atóxicos e benéficos para o meio ambiente e para a saúde do ser humano. Estes ecoprodutos contribuem para um menor impacto na natureza e, consequentemente, para um maior desenvolvimento sustentável.

Como é sabido, o isolamento acústico comporta vários benefícios para o ser humano. Este tem como objetivo diminuir ou eliminar a passagem de ruído do interior de um ambiente para os ambientes vizinhos, melhorando o conforto das pessoas. Mas também promovendo uma maior eficiência energética, visto que o isolamento acústico está fortemente ligado ao isolamento térmico. Gostaríamos de lembrar que o isolamento acústico se dá em ambos os sentidos, ao evitar também que o ruído externo (ou ambiental) entre em um local fechado. Já o tratamento acústico é a propriedade de conforto interno de um ambiente. Portanto, o auxiliando na compreensão das palavras e favorecendo a música. As características da sala como geometria e materiais acústicos podem evidenciar as sílabas e passagens do arranjo sonoro, melhorando a acústica da mesma.

Quando se opta por um material acústico isolante, convém avaliar a sua eficiência, a sua sustentabilidade e também a sua durabilidade, uma vez que depois de incorporado no edifício, deve permanecer o máximo de tempo sem necessidade de substituição ou manutenção. A tecnologia diz-nos que os melhores materiais isolantes acústicos são rígidos e pesados. Já os melhores em termos de absorção sonora em termos de tratamento acústico são os fibrosos ou porosos. E o mercado dos ecoprodutos acústicos disponibiliza várias opções, de acordo com as necessidades dos clientes e construtores.

Um dos mais populares, principalmente na europa, é o Aglomerado de Cortiça Expandida, que tem uma grande capacidade de absorção de ruído e é ideal para a correcção acústica de ambientes que exigem qualidade e requinte. É utilizado normalmente em salas de espectáculo, concertos ou reuniões, por exemplo. Em sistemas de isolamento acústico, no entanto, a cortiça pode ser combinada no miolo de um sistema tipo sanduiche com concreto de cada lado.

Mas não é o único material sustentável. A um nível mais específico, a Sound Soft da Aubicon, é uma manta acústica cem por centro reciclável, já que é produzida a partir das pneus reciclados ou de restos de borracha resultantes do seus próprio processo de produção. Essa é uma das mais utilizadas solução para isolamento acústico em pisos de edifícios de habitação, sendo que evita o ruído de impacto, ou o conhecido som do salto alto.

Também cem por cento sustentável é a manta acústica a partir de lã de poliester Isosoft Piso, ou Ecofiber floor, ou ainda a FlexSilenzio, que tanto pode ser utilizada em edifícios habitacionais como comerciais. Produzidas a partir de garrafas PET, este é um produto extremamente ecológico e igualmente eficiente, que pode ainda ser utilizado na cobertura das construções, promovendo igualmente o isolamento térmico. É de lembrar que uma garrafa PET demora mais de 100 anos para desaparecer na natureza, sendo assim reutilizada num produto extremamente amigo do ambiente. Um produto similar é a manta de polipropileno expandido que com apenas 2 mm se consegue atender a norma de desempenho de pisos em edificações residenciais.

Finalmente, nos últimos anos estudos têm indicado que a fibra de bananeira, assim como a fibra de coco, também promovem uma boa absorção acústica. Esta é uma solução tanto de eficaz quanto de econômica, com um baixo custo de produção no mercado brasileiro. Apesar deste processo já estar patenteado para ser utilizado em escala industrial, infelizmente ainda não é uma solução muito utilizada na construção civil.

fibracoco

A figura ilustra um material fabricado para estudo na UFPA a partir da fibra de coco acima, e uma amostra de material poroso em melamina abaixo.

Ao contrário do que muita gente pensa, é possível construir de forma sustentável, mantendo os mesmos níveis de qualidade, eficiência e preço. Aliás, valer-se de  ecoprodutos é uma tendência cada vez maior do mercado global, à medida que as pessoas vão tomando consciência da necessidade de adotarem um comportamento mais responsável perante o mundo. Ao optar pelo isolamento acústico ou tratamento acústico, opte sempre por um material que seja cem por cento sustentável e dê preferência pela matéria prima local. Uma vez que, além de contribuir para melhorar o meio ambiente, estará igualmente a reduzir os custos de sua obra. Isso ocorre ao reduzir o valor do frete e do combustível usado no transporte do material. Ao mesmo tempo que o material sustentável melhora a eficiência e apelo comercial da construção.

Gostou do artigo? Que tal saber mais sobre acústica para construção civil baixando um e-book gratuito? É só clicar aqui

Contrapiso flutuante: chega de ruído!

O barulho ocasionado por passos, arrastar de móveis e quicar de bolas, hoje em dia, é motivo de contenda entre vizinhos. Embora haja necessidade de um regulamento de boa convivência, a verdade é que o vizinho barulhento tem menos culpa do que você pensa. O projeto do edifício pode ser melhor planejado com um sistema de piso acústico para que problemas como ruídos de impacto sejam evitados. Exemplo desse tipo de piso é o contrapiso flutuante em laje de alvenaria, encontrados na maioria dos prédios residenciais no Brasil.

O que é, e como funciona o contrapiso flutuante?

Muitos confundem o ruído de impacto com ruído aéreo. Mesmo que ambos incomodem, eles são transmitidos e tratados de maneira diferente. O ruído aéreo é produzido no ar chegando às paredes e piso e então transmitido para outros apartamentos. Já o ruído de impacto é o som abrupto gerado no contato de superfícies, que se propaga pela estrutura. Tendo o martelo como exemplo, pega-se o martelo, lança-o no ar com um impulso. Ao encontrar uma superfície, gera um som de impacto: instantâneo, forte e de curta duração. Esse som se espalha pela estrutura com muito mais facilidade que o som aéreo de uma televisão, por exemplo. Só se soluciona o ruído de impacto amortecendo ou isolando a estrutura, que acaba por dissipar a vibração e consequentemente o som transmitido.

O material tipicamente usado deve ser resiliente, ou melhor, mole e que recupere sua forma (tipo uma mola). Além disso, ele deve estar disposto em um sistema sanduíche, chamado massa-mola-massa. No sistema sanduíche, o som sai de um recinto para outro atravessando várias camadas, com diferentes espessuras e pesos, preferencialmente. No caso da construção civil, o sistema sanduíche típico, compõe-se de laje, material resiliente e contrapiso com acabamento final. Na composição, laje e contrapiso fazem a função de massa por serem pesados, ou melhor densos, e por isso refletem grande parte do som de volta a origem. A “mola” é representada pelo material resiliente que amortece as vibrações entre uma “massa” e outra, visto que materiais duros vibram razoavelmente. Compare bater em uma vara de metal e em uma de madeira. Veja que a de metal, que é mais densa, acaba por dissipar menos energia, e com isso vibra por mais tempo! Essa diferença de materiais em um sistema massa-mola-massa faz com que o som gerado no ambiente perca muita força ao ser transmitido ao vizinho, atendendo assim a política de boa vizinhança.

Os materiais resilientes na aplicação do contrapiso flutuante, se apresentam através de uma manta acústica. Esse tapete acústico pode ser ecológico, ou como diriam, uma manta sustentável; reaproveitando a borracha de pneus ou garrafas PET.

Algumas Soluções Sustentáveis

Empresas desenvolvem novas possibilidades para pneus usados, retirando-os do meio ambiente e transformando-os em produtos inovadores. Como a borracha é um material amortecedor, as mantas acústicas de pneus ótimos na atenuação acústica de ruído de impacto.

contrapiso flutuante sound softcontrapiso flutuante pneus

 

Existem alguns fornecedores concorrentes no mercado oferecendo mantas acústicas também ecologicamente corretas e de poliéster. A garrafa PET é transformada em lã e é usada tanto no isolamento acústico aéreo, quanto no combate ao ruído de impacto. Ela é de fácil instalação atendendo aos ouvidos mais exigentes, além de ser totalmente reciclável e ter vida útil elevada.

 

contrapiso flutuante trisoft

Desempenho Acústico Superior

A norma NBR 15575, que fala sobre o desempenho de edificações habitacionais, está em vigor desde 2013. Ela exige um desempenho mínimo de pisos quanto ao ruído de impacto e deve ser cobrada pelo residente da unidade habitacional. Se você tiver dúvida quanto ao desempenho do seu apartamento, contrate um profissional da área de acústica que pode medir e conferir se o ruído de impacto está dentro dos valores da norma. Caso o piso não atenda às exigências da norma, o profissional pode fornecer provas (laudo técnico) para que o cliente possa negociar com a construtora o atendimento do desempenho mínimo. No entanto, se em seu apartamento, salto alto, arrastar de móveis e bolas quicando incomodam você, as vezes o custo de um isolamento acústico é proibitivo. Não necessariamente o som vem do apartamento de cima, e trocar o piso do vizinho as vezes é inviável. Portanto, aconselhamos procurar um imóvel de qualidade acústica superior! Ou seja, que tenha sido testado pela construtora, e o perito em acústica tenha medido e atestado o desempenho do piso. Se a construção não se encaixa na recente norma de desempenho NBR 15.575, você pode reivindicar seus direitos a construtora, mas a solução para seus problemas pode ser onerosa e levar tempo.

Embora pareça plausível, a aplicação de forro de gesso acartonado não tem muita influência na redução de ruído de impacto. Isso acontece porque não é só o forro que vibra, mas todas as paredes. Com isso, o som pode vir de todos os lados, mesmo do apartamento de cima, ou de outro apartamento no andar baixo!

Resumindo

Antes de adquirir um apartamento, certifique-se com a construtora de este atende devidamente a Norma de desempenho acústico para edificações Habitacionais ( NBR 15575). Exija o laudo técnico, fornecido por um profissional especializado em acústica, que comprove que a norma esteja sendo atendida. Em caso negativo, pondere para saber se os possíveis e prováveis problemas com ruídos de impacto futuro serão críticos para você antes de comprar esta unidade habitacional.

 

Ingrid Knochenhauer de Souza – Eng. Civil especializada em acústica
Pablo Giordani Serrano – MEng. Mecânico especializado em acústica
asc_cta_blog_eb01_01

__________________________

Este conteúdo lhe foi útil? Comente e colabore com o Portal Acústica. Sua opinião nos ajuda a melhorar.

Que tal ter direito a uma conversa de 30min com nosso especialista em acústica? Você pode tirar suas dúvidas e obter informações precisas para sua necessidades. É só responder nossa Pesquisa Portal Acústica clicando aqui.

 

 

Janela antirruído NÃO é a solução

 

Buzinas, trânsito intenso, bares, latidos, sirenes,… esses são os temidos sons de uma vida urbana. Eles invadem nosso cotidiano durante o trabalho, vida social, trânsito e até durante nosso merecido sono. Conviver com esse caos acústico está cada vez mais difícil. O que mais queremos é nos isolar deste stress e instalar uma janela antirruído que já diz por si própria o quanto queremos que o barulho fique do lado de fora.

Como se proteger desta poluição sonora? A janela antirruído é suficiente para manter nosso lar ou escritório em paz?

A janela antirruído, também conhecida como janela acústica, além de garantir conforto acústico diminuindo o ruído externo, também é isolante térmica climatizando os ambientes. Composta de duas ou mais lâminas de vidro com câmeras acústicas entre si conectadas por uma borracha amortecedora, atingem melhor desempenho quando as lâminas possuem diferentes espessuras podendo trazer isolamento acústico e conforto ao ambiente.

Em geral, quanto mais lâminas de vidros na janela antirruído, maior a eficiência no isolamento acústico.

janela antirruído 01

A verdade é que a janela antirruído talvez seja uma ótima solução, mas pode não resolver quando o contexto não é avaliado. As especificações técnicas da esquadria devem ser observadas atentamente antes da instalação. Muitas vezes camadas duplas com espaçamento insuficiente ou ainda espessuras de vidro abaixo de 6 mm não fornecem o desempenho esperado e a frustração que o ruído de fora entrou pela janela continua. Sem contar que se há frestas  (o maior inimigo de um bom isolamento) nunca se conseguirá um isolamento acústico e térmico razoável.

Para garantir que seu custo-benefício seja favorável, converse com profissionais que entendem de acústica antes tomar uma decisão na compra e instalação de qualquer material antirruído. Os preços da janela antirruído variam quanto a área de janela, o tipo de ruído a proteger e os recursos a mais a oferecer. A partir de R$ 2.000,00 já existem modelos de janela dupla disponíveis no mercado e janela tripla a partir de R$ 9.000,00. Os valores podem ser salgados em relação às esquadrias normais, mas nelas estão embutidos a paz e o sossego que o dinheiro não pode comprar.

Mas atenção: Estas esquadrias especiais não são a solução se não forem instaladas de modo correto, sem que contenham frestas ou se a especificação técnica não corresponde ao contexto do ambiente. No entanto, se bem planejadas podem ser um investimento a curto e longo prazo em qualidade de vida deixando que o stress permaneça do lado de fora.

 

Ingrid Knochenhauer de Souza – Eng. Civil especializada em acústica
Pablo Giordani Serrano – MEng. Mecânico especializado em acústica

__________________________

 

> Este conteúdo lhe foi útil? Comente e colabore com o Portal Acústica. Sua opinião nos ajuda a melhorar.

> Que tal ter direito a uma conversa de 30min com nosso especialista em acústica? Você pode tirar suas dúvidas e obter informações precisas para sua necessidades. É só responder nossa Pesquisa Portal Acústica clicando aqui.