Resolva o problema de ruído em apartamentos – Webinar

Na semana que vem vamos trazer um especialista sobre vibração e ruído para atravessar o Portal Acústica e nos mostrar diversos estudos de caso para responder a seguinte pergunta:

Como controlar vibrações em edificações?

Esse é um problema um tanto comum na maioria dos apartamentos brasileiros, que são em sua maioria feitos de alvenaria. O concreto, por ser bastante rígido, apresenta alta velocidade de propagação das ondas e pouco amortecimento, causando propagação do ruído gerado por vibração. Essa vibração é de alta faixa de frequência se for gerada por um impacto, ou seja, uma curta duração de tempo de contato entre dois objetos, ou um choque inelástico. Neste caso, o mais comum em edifícios é o bendito salto alto ou o arrastar de móveis. Entretanto, algumas pessoas se encomodam com ruídos mais intermitentes e por vezes gerados por equipamentos prediais mal isolados da estrutura.

O consultor e especialista Moyses Zindeluk irá abordar esse tema e mostrar como podemos evitar esses problemas básicos mas que fazem toda a diferença na qualidade de uma edificação. Muitas construtoras ainda não tem experiência no assunto e por vezes só tomam conhecimento do problema em um estágio muito avançado do processo (após entregar o produto ao cliente final). Lembramos que o ideal seria realizar os ensaios de desempenho acústico do sistema instalado após um criterioso projeto que visa atender um certo nível de qualidade, de acordo com o padrão da obra.

Os clientes estão cada dia mais exigentes, e as normativas cada vez mais apertadas. Então, tanto as construtoras, quanto as empresas que fornecem insumos à construção civil devem estar preparados para não ficar atrás da concorrência. Além disso, um imóvel de qualidade é muito mais fácil de vender. E nesses tempos de melhoria gradual da economia, esse pode ser o diferencial entre uma construtora atenta e outra que está em vias de ir à falência.

Confira o webinar exclusivo do Portal Acústica dia 03 de Outubro às 11h, ao se inscrever através deste link aqui.

final_ajustes-08

Inscreva-se

Internoise 2017 – Acústica direto da China

O congresso internacional Internoise 2017 é um dos maiores do gênero e reúne os maiores profissionais do ramo. A foto acima é da palestrante Brigitte Schulter – famosa pelos estudos em paisagem sonora. Veja o nosso grande professor Samir falar sobre o congresso nesse video abaixo, diretamente com o nosso correspondente Edison Claro de Hong Kong…

Hong Kong é uma cidade grande e com muitos problemas similares à São Paulo, o que nos permite traçar um paralelo entre as duas realidades. Haja visto a grande poluição sonora causada por sistemas de transporte, e a grande densidade populacional devido à verticalização da cidade.

Além disso, o povo Chinês também gosta de uma batucada como nós Brasileiros. Os instrumentos são diferentes dos nossos, os chamados Taikos, que são uma classe de instrumentos musicais de percussão. Veja um pouco da apresentação neste curto video…

Dentre os brasileiros neste congresso, tivemos a presença dos representantes das duas sociedades brasileiras de acústica, a Débora Barretto e o Davi Akkerman, representando a SOBRAC e a ProAcústica respectivamente. Davi apresentou um artigo explicando a norma de desempenho de edificações NBR 15575 à comunidade internacional. Essa é uma oportunidade muito boa de mostrar nossas iniciativas e receber críticas não só sobre a norma, mas sobre a pesquisa que é realizada no nosso país. Veja o que eles falam para nós sobre o congresso no video abaixo…

Entre os palestrantes das Keynotes gostaria de citar o professor Xin Zhang que ministra na Hong Kong University of Science and Technology. Sou leitor dos seus artigos, que são focados em ruído aeronáutico. Xin fundou o Airbus Noise Technology Centre aqui na University of Southampton, UK, onde o Davi Akkerman estudou e onde atualmente eu estudo. O trabalho de Xin Zhang é focado em aeroacústica computacional e aerodinâmica e ele tem mais de 25 anos em pesquisa básica.

Aos pesquisadores que pretendem participar futuramente deste congresso, é importante saber sobre quais são os tópicos aceitos. Entre eles podemos citar:

  • Acústica em dutos
  • Paisagem sonora em arquitetura e urbanismo
  • Geração e modelagem de ruído rodoviário
  • Controle ativo
  • Absorção sonora
  • Modelagem, medição e mitigação
  • Métodos e aplicações em vibroacústica estocástica
  • Controle e gerenciamento de ruído em construções
  • Controle e transmissão de ruído em edificações
  • Mapeamento de ruído
  • Ruído industrial
  • Privacidade
  • Visualização e manipulação sonora
  • Ruído de rotores
  • Ruído aeroportuário
  • Ruído induzido por escoamentos em água e ar
  • Certificação green building
  • Vibração
  • Psicoacústica
  • Aeroacústica computacional

E ainda há outros temas correlatos em seções técnicas curtas com 4 a 5 artigos científicos. Veja, que essa experiência é muito gratificante para acadêmicos e também para os profissionais, onde ambos conseguem ficar a par das tecnologias mais modernas no mundo. Veja aqui o relato de um participante brasileiro explicando um pouco sobre a tecnologia piezoelétrica aplicada às janelas acústicas.

Veja que a tecnologia discutida acima é um tipo de controle ativo, que basicamente consiste em anular o som/vibração ao aplicar inteligentemente um processamento em um sinal vindo de um transdutor. Esse sinal é direcionado a um atuador, que causa cancelamento da vibração e consequentemente do ruído gerado pela vibração de uma membrana, chapa, ou outro sistema ressonante. Esse tema ainda está em fase de muita pesquisa básica, e com pouca aplicação em produtos nacionais de prateleira.

O que precisamos no Brasil é de incorporação de tecnologias como essa citada, para avançar em termos de inovação e qualidade de vida. Acredito que só assim, com incentivos governamentais à produção de tecnologia nacional e com parcerias sérias entre universidades e empresas de inovação nacionais, consigamos implementar tecnologia de ponta em bens de consumo para todos os cidadãos.

Um muito obrigado a todos os nossos correspondentes! Nós do Portal Acústica estamos muito felizes com a cooperação e por vocês levantarem a bandeira da Acústica em nosso país.

 

Se você gostou do assunto, por favor comente sobre a questão: O que podemos fazer para inovar em nosso país?

Interaja conosco e faça parte da nossa lista VIP do Whatsapp ao clicar aqui se você estiver no celular.

Abraços e nos vemos do outro lado do Portal!

 

Engenheiro acústico: 5 motivos para contratá-lo

 

Saber solucionar problemas relacionados ao ruído não é uma tarefa simples, mas felizmente existe o engenheiro acústico.

Irritação, estresse, baixa produtividade, sono conturbado, dificuldades de aprendizado, perda auditiva. Esses são os sintomas causados pelos barulhos que nos incomôdamo dia a dia. O som indesejado acaba com nossa qualidade de vida, mas nem tudo está perdido. O profissional indicado para solucionar estes problemas é o engenheiro acústico. Veja alguns porquês para contratar esse profissional.

Por que o engenheiro acústico pode solucionar seus problemas?

1] O engenheiro acústico traz segurança e qualidade ao seu cliente.

O engenheiro estudou e se capacitou para a área de acústica. O conhecimento adquirido na universidade e através de práticas em laboratório e em campo, além de suas experiências, assegura que as soluções acústicas projetadas atingirão seus objetivos. Assim, se uma janela antirruído foi projetada para seu quarto voltado a uma rodovia ruidosa, o sono, antes conturbado, será tranquilo e profundo. Ou ainda, se foi contratado o serviço tratamento acústico para estúdios, suas músicas e gravações poderão ser executadas, gravadas, mixadas e masterizadas com qualidade. Conhecer as técnicas e ser experiente é trazer confiança ao cliente.

 2] O engenheiro acústico traz economia de tempo e dinheiro, pois sabe o que faz.

As soluções indicadas não são caseiras ou testes para “ver se funciona” e que demoram para ser realizadas. A qualidade do serviço prestado ou do produto especificado vem de análises e cálculos prévios usando modelos confiáveis baseados em normas técnicas. Além de economia de tempo, há também economia de dinheiro, pois as soluções não são superdimensionadas, mas sim certeiras para solução do problema. Através do mapeamento acústico próximo a um edifício, pode-se calcular o som que bate nas fachadas, e com isso projetar o isolamento acústico necessário. Se a espessura da parede acústica na fachada for superdimensionada, o problema acústico pode até ser resolvido, mas o custo-benefício não. Portanto, mais tempo de mão de obra e maior quantidade de material serão gastos desnecessariamente. Por isso, contratar o engenheiro acústico é um investimento certo no seu empreendimento. Principalmente no caso de projetos grandes, onde o custo deve ser mais controlado.

 3] O engenheiro acústico é expert no assunto, pois se especializou na área.

Assim como um clínico geral encaminha um paciente de acordo com seu problema a um médico especialista, um engenheiro acústico entende bem a sua área e sabe o que prejudica a sua saúde mental e auditiva. Ele sabe indicar a melhor solução, pois sabe que os problemas precisam de um diagnóstico e medicação exata para eles. Existem diferenças entre as soluções acústicas profissionais e caseiras então fique atento. Se o objetivo é obter um auditório em que a fala seja clara, alcance toda a audiência e que o uso de microfones não seja necessário, o engenheiro não irá indicar paredes mais grossas, pois sabe que o isolamento acústico não soluciona esta situação. Ele indicará o tratamento acústico e o estudo do tempo de reverberação ideal para o auditório. Isso pode ocorrer através de uma visita técnica ao local para medir a reverberação com um sonômetro, ou ainda calcular o valor usando uma planta baixa com as dimensões, uso do local e materiais de revestimento.

 4] O engenheiro acústico é atualizado, pois tem acesso as inovações acústicas do mercado.

O engenheiro que trabalha na área sabe da diversidade de materiais acústicos que existem e estão para serem lançados, pois tem contato com os fornecedores. Num projeto arquitetônico sabemos que além da funcionalidade do local, a beleza é essencial. Portanto, o bom engenheiro acústico pode indicar inúmeros materiais com desempenho similares, mas com aparências que atendam ao seu gosto. Um dos exemplos de materiais são os forros acústicos, que com a função de absorvedores acústicos podem apresentar-se em cores, texturas e desenhos variados, podendo até ser personalizados ou em nuvens.

5] O engenheiro acústico está antenado na sociedade, pois conhece as normas e leis.

Normas e leis determinam qual o limite aceitável de ruído que pode entrar e sair de cada ambiente sem incomodar as pessoas. A partir do momento que o som invade ao ponto de perturbar e ferir o espaço alheio, há infração da lei. Assim, tanto edificações residenciais que estão sob a Norma de Desempenho, quanto o comércio que precisa das Certidões de Tratamento Acústico, ambos devem adequar acusticamente o seu espaço. Uma paralisação das atividades ou multa para atividades de comércio são muito indesejadas, tanto para empresário quanto para a sociedade.

Agora você já sabe a importância de contratar um engenheiro acústico. Pense bem se você deseja segurança, qualidade, economia de tempo e dinheiro, inovações do mercado, e bom relacionamento com a vizinhança. Acreditamos que a resposta é sim…

 

Ingrid Knochenhauer de Souza – Eng. Civil especializada em acústica
Pablo Giordani Serrano – MEng. Mecânico especializado em acústica

 

Atualize-se ao assistir o nosso Webinar Exclusivo sobre A Arquitetura como Forma de Expressão Sonora, com a renomada arquiteta Débora Barretto. Clique aqui e se inscreva.

capa_webinar01

__________________________

> Este conteúdo lhe foi útil? Comente e colabore com o Portal Acústica. Sua opinião nos ajuda a melhorar.

> Que tal ter direito a uma conversa de 30min com nosso especialista em acústica? Você pode tirar suas dúvidas e obter informações precisas para sua necessidades. É só responder nossa Pesquisa Portal Acústica clicando aqui.