Acústica de igrejas

 

sagrada

Certa vez acessei meu Linkedin e vi o perfil de um professional que elogiou o meu trabalho após baixar um material do Portal Acústica. Me surpreendi com sua dissertação de mestrado. Mais especificamente pelo tópico e pelos resultados quantitativos da pesquisa, que consistia em analisar os problemas enfrentados pelos moradores de São Paulo em relação à acústica de igrejas. De fato, esse assunto não é comumente encontrado. Acústica em igrejas é na verdade um tópico muito antigo, mas os arquitetos mais antigos tinham somente o foco na qualidade interna do som, e não no isolamento acústico de igrejas. Vejamos alguns resultados interessantes deste estudo, para entendermos o que é necessário para resolver essa problemática de isolamento acústico e não somente de tratamento acústico (conforto no ambiente interno).

Em uma sociedade altamente religiosa como no Brasil, por incrível que pareça, o estudo apontou que 56% das pessoas entrevistadas consideram um aspecto negativo ter uma igreja como vizinho. 28% consideraram um aspecto positivo. O período da noite é que as pessoas acabam percebendo as atividades das igrejas, sendo que 65% dos entrevistados dizem que os sons oriundos da igreja próxima a sua residência causam “irritabilidade”. 70% das pessoas consideram os sons médios ou altos em termos de “volume” e tem dificuldade de assistir TV (42%), ou dormir (25%). O mais curioso é que 65% das pessoas chegaram a fazer uma reclamação pessoalmente aos responsáveis das igrejas, entretanto, ou não teve retorno (45%) ou ainda foi somente parcialmente atendido (25%). A amostra consistiu de 255 pessoas que vivem próximas à igrejas na cidade de São Paulo, SP.

Esses dados ilustram um problema moderno, apesar de haverem diversas leis e regulamentações sobre o tópico de poluição sonora e ruído em comunidades. NENHUM entrevistado sabia sobre quaisquer destas leis, mas todos tinham conhecimento do PSIU, que é o programa de controle de ruído da cidade. O mais interessante é que, ao fazer um estudo mais detalhado das igrejas próximas aos entrevistados, nenhuma das 12 igrejas tinha um projeto de isolamento acústico. Apenas 4 delas apresentaram medições abaixo de 65 dBA no ambiente externo, usando o parâmetro LAeq (valor equivalente de nível de pressão sonora, ponderação pela curva A de percepção humana na frequência). E além disso, algumas igrejas apresentaram níveis internos considerados prejudiciais, se em exposição prolongada. Chegando a 97 dBA em um caso!

Realmente um caso sério, visto que diversos padres e pastores se preocupam com a poluição sonora. Entretanto, eles não sabem como agir e por vezes desconhecem medidas e profissionais do ramo que possam auxiliar. Mas o mundo não está perdido. A tecnologia de avançou muito, e é essencial voltarmos aos velhos tempos. Digo isso, porque nos séculos passados os arquitetos e engenheiros tinham muita preocupação pelo tema e alguns focavam sua vida toda para trabalhar em prol da igreja. Claro que precisamos de economia nos dias de hoje, principalmente com a expansão de igrejas evangélicas pequenas e de baixo custo. Mas por outro lado, é primordial pensarmos nas questões de isolamento acústico antes de pensar em adquirir a propriedade! Isso mesmo, um estudo do terreno, realizando um mapa de ruído da região, pode ser primordial para identificar as soluções acústicas necessárias. Em alguns casos o custo da acústica pode inviabilizar a instalação da igreja! Ou ainda, a instalação inadequada pode causar um afastamento de fiéis, ao invés de uma congregação e união.

interior

Portanto, antes de implantar ou reformar a acústica da igreja, se você é pastor, trabalha em igrejas ou é um fiel dedicado: consulte um engenheiro acústico com experiência no assunto. Isso pode ser um fator determinante para a saúde das pessoas que frequentam o seu culto e também para os vizinhos. Para falar mais sobre acústica em igrejas e outros locais com grande circulação de pessoas, elaboramos um material especial que pode auxiliar. Esse manual explica exatamente o que é uma certidão de tratamento acústico adequado e como essa certidão é emitida em um município de Santa Catarina. Entretanto o procedimento é similar em outros municípios brasileiros.

Acesse o material gratuitamente clicando AQUI. Nele você encontrará os conceitos e o passo a passo que podem ajudar não só as igrejas, mas outros tipos de negócios com potencial gerador de sons, como bares e restaurantes (que para os vizinhos são geradores de ruídos).

Obrigado e precisando, estamos ai para auxiliar. Deixe seu comentário e contribua com a sua visão sobre o assunto. Gostaríamos de dar voz a você também. Ah, coloquei umas fotos da Igreja da Sagrada Família porque estou indo vê-la na semana que vem…

MEng. Pablo Serrano – Consultor em acústica arquitetônica

 

Confira o webinar exclusivo sobre vibrações em edificações! Se inscreva GRÁTIS agora aqui.

Convite para o webinar com Moyses Zindeluk

Convite para o webinar com Moyses Zindeluk, clique para se inscrever gratuitamente.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolva a equação para comentar *