Lã de PET

Lã de PET: o que é? Como usar?

A lã de PET é uma manta de isolamento termo acústico, composta 100% de fibras de poliéster – material proveniente da reciclagem de garrafas PET –, sem adição de resinas.

São soluções inteligentes, fabricadas em diferentes densidades e dimensões, podendo integrar projetos de ambientes com finalidades de uso diversos. Tais como em: escritórios, residências, hospitais, igrejas, escolas, universidades, galpões industriais, supermercados, shopping centers, teatros, auditórios, restaurantes e casas noturnas.

Os formatos são variados, encontrando-se em geral em painéis ou rolos. Além disso, também podem ser utilizadas em sistemas hidrossanitários para isolamento termo acústico de tubulações, conexões e peças do conjunto.

Leia este artigo e saiba mais a respeito!

la pet 1

Fonte: https://www.trisoft.com.br/manta-de-pet-substitui-la-de-rocha-e-la-de-vidro/

O que difere a lã de PET das demais lãs minerais?

Existem no mercado brasileiro três tipos de lã mineral comumente utilizadas: a lã de PET, a lã de rocha e a lã de vidro. Os três tipos têm como objetivo comum: o isolamento termo-acústico.

A primeira diferença entre os tipos de lã está na matéria-prima utilizada para fabricação das lãs: As lãs de vidro e rocha são fabricadas a partir de processos semelhantes.

No caso da lã de vidro, os minerais utilizados são a sílica e o sódio (areia e vidro), que são fundidos e centrifugados formando filamentos de vidro aglutinados com resina sintética.

A lã de rocha parte da extração de um recurso não renovável – rochas e minerais especiais -, consistindo em um produto final altamente fibroso, com propriedades de absorção acústica e resistência térmica.

Pela natureza de sua composição, o manuseio da lã de rocha pode causar inflamações diversas, como irritações de caráter alérgico, problemas brônquicos e outros problemas no sistema respiratório como um todo.

A lã de PET é um material reciclado e reciclável. Sua fabricação e uso contribuem para a redução dos impactos ambientais gerados pelas embalagens plásticas – matéria prima principal do produto.

Além disso, a lã de PET consiste em uma solução inteligente a ser integrada nos projetos de edificações sustentáveis, adequando-se perfeitamente aos critérios da certificação ambiental LEED – Leadership in Energy and Environmental Design.

Do ponto de vista do desempenho térmico, por exemplo, a lã de PET pode ser utilizada em subcobertura de telhados e na fachada de edifícios, impedindo a transmissão do calor para o interior da edificação, reduzindo o consumo de energia com ar condicionado.

Outras diferenças

Além de ecologicamente correto, este produto não oferece nenhum risco à saúde do instalador.

Pois sendo hipoalergênico, ela dispensa o uso de máscaras e luvas para o seu manuseio. O uso do material diminui o tempo de aplicação e o custo com EPI’s, oferecendo a vantagem de uma instalação fácil, rápida e mais barata.

A Lã de PET é resistente à umidade, por isso se adapta a qualquer ambiente. É um material que garante a proteção contra a formação de fungos e impede a proliferação de micro-organismos.

Além disso, as características de isolamento do material são mantidas indefinidamente, porque é um material que não sofre deformação nem deterioração com o passar do tempo.

Para tirar qualquer tipo de sujeira é só lavar o material com água e deixar o mesmo secar. Assim não acabam danificadas ou alteradas as suas propriedades termo-acústicas.

Outra diferença entre as lãs de rocha, vidro e PET está no peso das lãs. As lãs de vidro e rocha, por serem fabricadas a partir de materiais pesados (vidro e rocha), possuem densidade (kg/m3) duas a três vezes maior do que a lã de PET.

Apesar desta questão de densidade a manta de PET proporciona resultados semelhantes de isolamento termo acústico. Isso ao ser integrada a um sistema construtivo, em comparação com as demais lãs minerais, sendo muito mais leve e fácil de armazenar.

Ao apresentar alta capacidade de compactação e resiliência, a lã de PET retorna às dimensões originais com facilidade, logo, a utilização deste material reduz significativamente os custos de transporte. O material pode ser embalado em diversas larguras e comprimentos de rolos (baixas densidades) ou placas (altas densidades).

Como usar a manta de lã de PET?

As mantas de lã de PET são aplicáveis para preenchimento de paredes de Drywall, sobre sistemas de forro, sob contrapisos, ou mesmo como revestimentos aparentes.

Em determinados ambientes, como restaurantes, escritórios, hospitais e clínicas médicas, praças de alimentação, os dispositivos acústicos fabricados com lã de PET podem receber revestimentos e ser aplicados de forma aparente.

Dessa forma eles conseguem compor harmoniosamente com a estética pretendida para o local. Com o objetivo de conciliar acabamento estético e desempenho termo acústico, a empresa Trisoft desenvolveu o produto Revest Decor.

Ele consiste em placas de lã de PET revestidas em camada de tecido, no qual pode ser impressa a imagem desejada pelo cliente em alta definição. Os painéis Revest Decor da Trisoft são revestimentos aplicados em paredes, utilizados para controlar a reverberação excessiva e melhorar a inteligibilidade da fala/música.

isosoft decor (1)

Fonte: http://www.acusticabrasilia.com/acustica/23-clientes-e-parceiros/vendas-e-representacoes.html?start=32

Painéis em lã de PET também podem ser aplicados em sistemas de forro, na forma de revestimento.

Este é o caso de outros produtos da linha Decor da Trisoft, como o forro Decor, material leve e resistente que garante ótimo acabamento estético, e excelente desempenho termo acústico.

171

Fonte: https://www.trisoft.com.br/portfolio/forro-decor/

Nuvens acústicas e baffles de teto

Outros produtos que utilizam a lã de PET em sua composição são as nuvens acústicas e baffles de teto, painéis acústicos compostos por paineis de lã de PET revestidas em tecido. Ambos materiais suspensos com tirantes abaixo de qualquer estrutura de teto ou forro.

As nuvens e baffles também podem ser decorativos, a partir da plotagem de imagens no tecido. Estes produtos são fabricados com dimensões e formas variadas, sendo leves de transportar e fáceis de manusear.

A Trisoft também produz o produto chamado Tech Baffles, produzidos em lã de PET. Materiais desse tipo são indicados para aplicação em casas de máquinas, estúdios de gravação, geradores de energia e ambientes industriais, onde o tratamento e absorção acústica sejam os objetivos do projeto.

1783-2

Fonte: http://revistasacada.com.br/noticias/974/trisoft-isolamento-acustico-em-consultorios.html

la de PET 3

Fonte: https://www.trisoft.com.br/portfolio/nuvem-e-nuvem-decor/

A lã de PET pode ser também utilizada de forma não aparente, como preenchimento para sistemas de piso, forro e de paredes em drywall, steel frame ou wood frame.

A linha ISOSOFT® Wall da Trisoft, por exemplo, foi desenvolvida especialmente para tratamento térmico e acústico em sistemas de parede.

O uso de mantas em lã mineral para preenchimento de sistemas de parede proporciona uma melhor atenuação da propagação dos ruídos. Ocorridos entre ambientes, garantindo assim ambientes mais silenciosos, a partir do aumento o índice de redução sonora (Rw) do sistema.

O Rw atingido pelo sistema irá depender de determinadas características, como o tipo de sistema utilizado (gesso, alvenaria, blocos cerâmicos), a espessura do sistema, a existência ou não de cavidades de ar, a espessura e densidade da manta.

la de PET 2

Fonte: https://www.blog.artesana.com.br/saiba-mais-sobre-la-de-pet/

Funcionalidades

Em sistemas de forro em gesso acartonado e forros minerais, a manta de lã de PET pode ser aplicada sobre o gesso, ou seja, em casos onde a energia sonora é convertida em calor, ou seja, a lã mineral faz com que a energia sonora perca intensidade.

Já para sistemas de piso, a lã de PET consiste em uma solução inteligente para controle da propagação do ruído de impacto. Por exemplo, entre os apartamentos, devendo ser aplicada entre a laje e o contrapiso durante a construção da edificação.

A lã de PET também pode ser utilizada para tratamento acústico e antivibratório de instalações prediais, como dutos de ar condicionado, tubulações hidráulicas e sistemas hidrossanitários.

Neste caso, as tubulações e todas as conexões devem ser cobertas pelo material, e podem ser fixadas com abraçadeiras plásticas, para controlar a transmissão de vibrações e turbulências para as estruturas da edificação.

Para saber mais sobre o ruído associado aos sistemas de hidrossanitário e as diretrizes para tratamento vibro-acústico de instalações, veja o artigo “O ruído associado aos sistemas de hidrossanitário” publicado no blog da Portal Acústica.

la de PET 4

http://www.revistavarejobrasil.com.br/solucoes-para-isolamento-de-tubulacao-reduzem-ruido-dos-sistemas-hidrossanitarios-em-apartamentos/

Enfim, as aplicações são diversas e somente com o auxílio de um especialista de acústica é que você poderá especificar e quantificar o material necessário para uma obra.

Esperamos ter auxiliado nessa sua jornada de conhecimento e não deixe de acompanhe nossos seminários online patrocinados pela Trisoft, que acredita no mesmo propósito do Portal Acústica: o de popularizar o conhecimento em acústica.

Até o próximo artigo!

 

Inscreva-se agora para a live de acústica em igrejas
1 responder
  1. DANIEL, JR. MIETLICKI
    DANIEL, JR. MIETLICKI says:

    Pablo. boa tarde.
    Muito boa a tua colocação. Este material , na minha opinião , é o futuro das mantas acústicas.
    Dois motivos: Substitui as mantas minerais com a vantagem de serem resistentes às intempéries, pois não perdem as suas propriedades físicas ao molhar, portanto , já as uso em absorvedores externos.

    Segunda, ecologicamente, reutiliza parte de um material que é venenoso ao meio ambiente, reduzindo assim o lixo das PET que ficariam soltas ou queimadas (pior ainda) no nosso ambiente.

    Apenas penso que falte MUITOS ESTUDOS sobre as características de COMPARAÇÃO as outras mantas (Vidro e Rocha) x DENSIDADE X ESPESSURA. Internas e externas , de absorção.
    Tendo estes estudos avançados e comparativos TÉCNICOS de aplicação (dentro do druy wall ) e revestimento de sala de geradores, por exemplo, poderemos aplicar com mais propriedade estes materiais .

    Abs e sucesso !

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolva a equação para comentar *