Parede acústica verde e sustentável

Jardins verticais, ou também conhecidos como paredes verdes, são uma solução antirruído como parede acústica além de oferecer uma imagem verde e sustentável nas cidades e grandes centros urbanos.

Parede acústica 01

Módulos em planta foram ensaiados na pesquisa como parede acústica. Credit: UPV/EHUdes

Parede acústica é definida como uma parede que recebeu algum tratamento acústico e tem como função isolar ou absorver os ruídos, impedindo que o som entre ou saia do local, ou ainda que um ambiente não seja muito ruidoso.

Mas, a parede acústica verde funciona para o tratamento acústico em quais situações?

Num futuro próximo, o uso de paredes verdes em projetos arquitetônicos trará inúmeros benefícios como melhorar a qualidade de vida, poupar energia, aumentar a biodiversidade, controlar águas pluviais, minimizar o desperdício e poluição e também trazer tranquilidade diminuindo o ruído urbano.

A engenheira agrícola Zaloa Azkorra desenvolveu uma pesquisa sobre os benefícios do jardim vertical como parede acústica. Ela concluiu que paredes compostas por plantas são muito eficientes, pois absorvem ruídos e podem ainda ser usadas no isolamento acústico.

Para representar as paredes verdes em sua pesquisa, a engenheira utilizou-se de módulos em planta. A vegetação foi inserida em caixas de poliuretano e mantidas por irrigação orgânica, isto é, alimentadas e regadas num sistema similar ao hidropônico usado em estufas.

A absorção e isolamento acústico foram analisados de acordo com as normas ISO. O teste de absorção de ruídos foi realizado na câmara reverberante (a câmara em que paredes refletem o som em todas as direções), ao longo da frequência. As paredes verdes obtiveram bom desempenho em redução de ruído tanto em baixa quanto em alta frequência o que é incomum, pois materiais normalmente tem bom desempenho ou em alta, ou em baixa frequência.

As paredes verdes também se comportaram como isolante acústico. O processo de medição do nível de ruído de isolamento foi o mesmo que o da absorção em que as plantas estavam fixadas na parede do laboratório. Ao fim da medição, conclui-se que se a massa em cada módulo fosse aumentada ou o espaço entre eles preenchido, o sistema de isolamento acústico por paredes verdes poderia ser mais eficiente.

A parede acústica verde é eficiente, mas também cara!

Paredes verdes dentro e fora de edifícios alcançam melhor desempenho acústico nas construções, além de serem visualmente atrativas e estarem na moda. No entanto, para manter esses sistemas o custo se torna oneroso e ainda existe muito o que melhorar. No momento a engenheira Azkorra vê os jardins verticais como parede acústica somente como alternativa em construções diferenciadas.

 

Traduzido e adaptado de: http://phys.org/news/2015-01-green-walls-effective-acoustic-insulation.html

 

Ingrid Knochenhauer de Souza – Eng. Civil especializada em acústica
Pablo Giordani Serrano – MEng. Mecânico especializado em acústica

__________________________

> Este conteúdo lhe foi útil? Comente e colabore com o Portal Acústica. Sua opinião nos ajuda a melhorar.

> Que tal ter direito a uma conversa de 30min com nosso especialista em acústica? Você pode tirar suas dúvidas e obter informações precisas para sua necessidades. É só responder nossa Pesquisa Portal Acústica clicando aqui.

Inscreva-se agora para a live de acústica em igrejas
6 respostas
  1. Pedro Rosa
    Pedro Rosa says:

    Boa noite, sou estudante de Engenharia Civil pela Universidade de Pernambuco (UPE) e estou redigindo um artigo científico acerca do tema exposto. Vocês sabem onde posso encontrar a publicação realizada por Azkorra? Achei o site bastante interessante!

    Responder
    • portalacustica
      portalacustica says:

      Olá Pedro. Podes procurar esse artigo: Z. Azkorra, G. Pérez, J. Coma, L. F. Cabeza, S. Bures, J. E. Álvaro, A. Erkoreka, M. Urrestarazu. “Evaluation of green walls as a passive acoustic insulation system for buildings”. Applied Acoustics. Volume 89, March 2015, pp. 46-56.

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolva a equação para comentar *